Karatê: esporte é vida revela atletas em Porto Murtinho

A idéia surgiu com o Sargento Delgado e sua esposa Gracy, que começaram a dar aulas de karatê nos fundos de sua casa, contando com o auxílio do faixa preta 5° DAN Gregório Viruez. Ao ver uma grande iniciativa nascendo, a Prefeitura Municipal e a Marinha do Brasil começaram a apoiar e criaram o projeto ‘Karatê: Esporte é vida’, que pretende através das aulas de karatê, levar princípios de cidadania aos jovens.

Desde 2005, quando foi implantado, o projeto já atendeu mais de 500 crianças e adolescentes, com idade entre seis e 18 anos. O objetivo do projeto é formar não apenas atletas, mas cidadãos úteis à sociedade, conscientes de seus direitos e obrigações, sendo desenvolvidos de forma a conjugar o treinamento da arte marcial com a responsabilidade de apresentar um ótimo rendimento escolar, disciplina e respeito aos pais, professores e à comunidade em geral, enfim, valores indispensáveis ao crescimento de seus praticantes.

Além das aulas de karatê, que são realizadas no Centro de Múltiplas Atividades pelo professor Hermínio Ramão Romero, diariamente os alunos têm aulas de acompanhamento escolar com a professora Kátia Pinheiro. Além disso, são ministradas várias palestras sobre assuntos diversos e de suma importância, como o uso de drogas, exploração sexual, religião, entre outros. O professor Hermínio Ramão Romero é faixa preta 2° DAN e está coordenando o projeto há dois anos. Todos os atletas são filiados a Federação de Karatê do Mato Grosso do Sul e segundo o professor Romero Porto Murtinho possui uma ótima estrutura para a prática do karatê, diferente das cidades vizinhas. O lema desses atletas é: “Um golpe nas drogas e um abraço na vida”.