27.1 C
Porto Murtinho
domingo, 3 de março de 2024

Dia 1º de dezembro: Conscientização sobre a AIDS e o câncer de pele

- Publicidade -

Esta sexta-feira,1º de dezembro, é o Dia Mundial de Luta contra a AIDS. Concomitantemente, o mês também é conhecido pela campanha do Dezembro Vermelho, quemarca a mobilização nacional na luta contra outras ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), edo Dezembro Laranja, com foco no combate ao câncer de pele.

A campanha do dezembro vermelho tem o intuito de alertar e conscientizar sobre formas de contágio e tratamento da Aids e de outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). O mês também marca a luta contra o preconceito em torno da doença e de seu portador.  A lei foi sancionada em dezembro de 2017 e a campanha possui um conjunto de atividades com foco na prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV. A escolha do mês foi em função do Dia Mundial contra a AIDS, celebrado no mundo inteiro no dia 1º de dezembro.

O que é AIDS?

A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida é uma doença causada pelo vírus HIV, que ataca o sistema imunológico e destrói os glóbulos brancos. O vírus pode ser transmitido através do esperma, secreção vaginal, sangue ou pelo leite materno.

Entre os sintomas estão fraquezas, náuseas e vômitos, febre, falta de apetite, rápido emagrecimento, candidíase persistente, suor noturno, diarreia, inchaço dos gânglios linfáticos e dores musculares. Para evitar o vírus é necessário:

– Utilizar camisinha durante a relação sexual;

– Exigir material descartável ou esterilizado em consultórios médicos e odontológicos, laboratórios de exames, barbearias, serviços de manicure e estúdios de piercing e tatuagem;

– Não compartilhar objetos cortantes como agulhas, lâminas e seringas;

– Utilizar luvas ao manipular feridas e líquidos contaminados;

– Grávidas: fazer teste HIV no pré-natal e, caso o resultado dê positivo, o médico orientará o procedimento para que a gravidez seja segura para o bebê.

Já o dezembro laranja marca a luta contra o câncer de pele, que corresponde a 1/3 de todos os diagnósticos de câncer no Brasil. Segundo registros do Instituto Nacional do Câncer (INCA), são registrados cerca de 176 mil novos casos a cada ano. A doença é causada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele e são provocadas principalmente por exposição excessiva aos raios ultravioletas.

Em ambos os problemas de saúde a melhor forma de prevenir é adotar hábitos saudáveis como regra de vida, tais como uso de camisinha nas relações sexuais para o combate ao vírus HIV, e barreiras físicas e químicas para evitar a exposição excessiva e sem proteção aos raios ultravioletas com o uso de roupas apropriadas, exposição ao sol em horários adequados e uso de protetor solar – hábitos imprescindíveis para uma pele saudável.

Leia também

- Publicidade -

Últimas Notícias

EXTRATO DO AVISO DE LICITAÇÃO

- Publicidade-